terça-feira, 20 de setembro de 2016

Resultado de imagem para setembro azul

Por que Setembro?
O mês de Setembro é mundialmente comemorativo, pois é repleto de datas significativas que refletem a história de lutas e conquistas da Comunidade Surda. Algumas datas se destacam nesse mês:
  • Dias 6 e 11 de Setembro: marco triste para esta comunidade. Lembrança do Congresso de Milão (1880) no qual foi proibido o uso das Línguas de Sinais na Educação dos Surdos.
  • Dia 26 de Setembro: Dia Nacional do Surdo (Lei Nº 11.796 de 29 de Outubro de 2008).Nesta data, em 1857, foi fundada a primeira escola de surdos no Brasil pelo prof. Francês surdo Eduard Huet, o atual INES – Instituto Nacional de Educação dos Surdos, que fica no Rio de Janeiro.
  • Dia 30 de Setembro: Dia Internacional do Surdo.
  • Dia 30 de Setembro: Dia do Profissional Tradutor.
Por que Azul?
A cor Azul representa para a Comunidade Surda dois momentos históricos, o primeiro momento é o período da Segunda Guerra Mundial em que os Nazistas identificavam as Pessoas com Deficiência através de uma faixa de cor azul fixada no braço. O segundo momento é o atual. O azul simboliza a opressão enfrentada pelos surdos ao longo da história, mas mais que isso, mostra o orgulho de ser surdo, de englobar uma história, uma língua e um povo.
Por que Fita Azul?
Em 1999, no XIII Congresso Mundial da Federação Mundial de Surdos, na Austrália, aconteceu a Cerimônia da Fita Azul (Blue Ribbon Ceremony), em lembrança dos surdos que foram vítimas da opressão. Neste evento, o Dr. Paddy Ladd (surdo), usou pela primeira vez a fita de cor azul como símbolo do movimento.

Vamos relembrar algumas das conquistas da Comunidade Surda:
  • Lei Nº 10.436 de 24 de abril de 2002 – LIBRAS é reconhecida como meio legal de comunicação e expressão.
  • Decreto Nº 5.626 de 22 de dezembro de 2005 regulamenta a inclusão da LIBRAS como disciplina curricular, a formação do professor e instrutor de LIBRAS, o uso da LIBRAS para o acesso a educação, a formação do Tradutor Intérprete de LIBRAS, direito à educação e saúde as pessoas surdas ou com deficiência auditiva.
  • Lei N° 12.319 de 1º de setembro de 2005 regulamenta a profissão de Tradutor e Intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS.
http://www.maosemmovimento.com.br/setembro-azul

domingo, 18 de setembro de 2016

Você sabia que a gratidão transforma?

Resultado de imagem para gratidão

Muitos são os estudos feitos na atualidade sobre a Gratidão e seus efeitos. O psicólogo e pesquisador Philip Watkins, da Universidade de Eastern Washington, nos Estados Unidos, concluiu em seus estudos que a gratidão neutraliza a adaptação e a habituação. Ele percebeu que o nosso sistema emocional aprecia mudanças. As circunstâncias positivas da vida logo deixam de ser excitantes e motivos de alegria, depois que nos adaptamos ou nos habituamos a elas. Podemos ver isto claramente nas crianças, que ao receberem um brinquedo novo se excitam e não o largam. Passadas algumas horas ou alguns dias, o esquecem num canto solicitando uma novidade. Nós, adultos, fazemos o mesmo com carro novo, roupas, aparelhos e até mesmo com nossos relacionamentos afetivos! Quando a novidade perde o frescor, comumente paramos de exaltar seu valor.
Resultado de imagem para gratidão
O que Watkins constatou foi que as pessoas que são gratas conseguem apreciar a cada momento o valor de alguma coisa. Isto as torna menos propensas a desmerecerem o que tem, mesmo adaptadas e habituadas à situação, pessoa ou bem material. Ficou curioso? 
Se extrapolarmos esta descoberta para as pessoas que sofrem uma adversidade, conseguimos entender o mecanismo da gratidão. O indivíduo grato reafirma o valor de tudo que o cerca, não se tornando um “consumidor voraz” de objetos e relacionamentos e retardando a sensação de habituação. Da mesma forma, quando alguém sofre uma revés na vida, se praticar a gratidão diária conseguirá adaptar-se à situação desagradável. 
Silvia, professora de ioga há mais de 30 anos, sofreu um acidente há 15 anos atrás. Seus órgãos foram gravemente afetados, devido à uma hemorragia interna, descoberta quase uma semana após o acidente. Entrou no centro cirúrgico desenganada, mas sobreviveu. Convive diariamente com as sequelas do acidente, e uma delas é uma neuropatia, devido à diabetes que se desenvolveu pela má função do pâncreas. Quando percebeu que havia passado por aquela adversidade, determinou-se a fazer sua vida valer a pena.
Ela continua a dar aulas diariamente, mesmo na cadeira de rodas. Agradece a cada manhã por estar viva e lúcida, com seus 70 anos, e poder transmitir tudo o que sabe às suas jovens alunas. Agradece também à todos que a auxiliam, e mesmo com dificuldades, tenta ser o mais independente possível. Desafia seus limites, comemorando cada vez que ainda consegue ter autonomia. 
Como você pode perceber, a gratidão é mais do que uma palavra, é um hábito constante. Ela não tem nada a ver com o conformismo, mas sim com a valorização de pequenos detalhes no nosso dia a dia. Fazermos isso quando nosso dia a dia está perfeito é simples. Mas o nosso desafio é manter este comportamento quando passamos por alguma dificuldade. 
Que linda forma de está na vida, não concordam? Vamos fazer dessa vida, a vida mais linda do mundo! Nós podemos, e não é mágica, é uma questão de atitude proativa de gratidão! E eu te pergunto: Você ja agradeceu a alguém ou por alguma coisa, hoje? Se não, está na hora de iniciar a prática da gratidão! E eu te indico, o site da Marcia Luz, que tem ótimos vídeos e maravilhosos posts sobre a pratica da gratidão...www.agratidaotransforma.com...ótima tomada de decisão!
Fonte: www.agratidaotransforma.com

Uma história real de superação.

Hoje quero falar de superação e adversidade para você!

Resultado de imagem para ressignificar

Quando estamos no “olho do furacão”, nem sempre temos uma atitude positiva. Existe uma forma negativa e outra positiva de resignação ante às adversidades. Resignar-se é suportar um mal sem se revoltar. Se o fazemos de forma negativa, recebemos o que nos acontece como fardos, nos tornando pessimistas, reclamões, depressivos, Nos sentimos vítimas da situação.
Porém, se usamos a resignação de maneira positiva, fazemos exatamente o que a palavra significa: damos um novo sentido para os acontecimentos: resignificamos. Desta forma continuamos controlando a situação e nossas emoções, tomando decisões e atitudes que nos ajudem a passar pelo momento difícil. Passamos pela situação com otimismo, garra e disposição. Nos tornamos os protagonistas de nossa história. Vejamos essa história!
Emma, uma garota de 16 anos, estava no carro com sua amiga, quando este foi atingido por um carro de polícia que atravessou o sinal. Chegou ao hospital com fraturas na pélvis, tíbia e tornozelos; útero e trompas  perfurados. Seus ovários, bexiga e um rim  foram destruídos, além de lesão no fígado, perfurações no diafragma e pulmão direito. Sua internação durou mais de um mês. Os médicos tinham um prognóstico bem pessimista para Emma. A fratura do quadril poderia significar a vida numa cadeira de rodas, e seus ferimentos, a esterilidade.
Esta jovem estudante, excelente filha, bonita, teve sua trajetória de vida bruscamente alterada pela imprudência de um motorista. Ela porém, no seu período de recuperação, não se revoltou. Não culpou ninguém, nem reclamou das dores terríveis que sentia cruzando seu corpo. Questionada sobre o ocorrido, Emma respondeu:
Estou viva. Deveria estar morta e não estou. Imagino  que tem algo que preciso fazer.
Ela tinha uma atitude que era uma aliada para ajudá-la naquele momento de adversidade. Falava:
“Não foque em si mesmo. Se concentre no amanhã e saiba que de algum jeito tudo vai ficar bem. Viva o momento e agradeça às coisas pequenas.”
Histórias como essa merece nosso reconhecimento e podemos tomar como modelo para agir diante de certos acontecimentos nas nossas vidas. O diferencial esta na atitude diante dos acontecimentos, afinal cada um deve ser o autor de sua história e ressignificar. Ressignificação é o método utilizado em neurolinguística para fazer com que pessoas possam atribuir novo significado a acontecimentos através da mudança de sua visão de mundo. (Ressignificação – Wikipédia).
Antes de se entregar ao desanimo, pensar em desistir...Comece hoje a ressignificar o que lhe faz tão mal… Transforme o que o assombra!
http://marcialuz.com/page/adversidade-faca-dela-uma-oportunidade

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Cinco atitudes para ser grato de uma vez por todas.

foto1.1

Porque é muito fácil ser grato quando tudo está funcionando na sua vida:
Primeira atitude: Entenda que coisas ruins também acontecem para pessoas boas
Não adianta você dizer assim: " eu me empenho, me esforço, faço tudo direitinho, pago meus impostos, sou uma pessoa honesta, íntegra, ajudo todo mundo, faço o bem, faço trabalho voluntário, ajudo na caridade, participo da minha igreja, rezo, sou uma pessoa boa de verdade. Pode perguntar para a minha família, para os meus amigos e ainda assim acontecem problemas em minha vida que eu não merecia que ocorresse.”
Acredito que você é uma pessoa boa, que se perguntar para sua família e amigos eles vão confirmar e ainda assim preciso te informar que vão acontecer problemas na sua vida, que você vai ficar triste e que a vida vai te puxar o tapete de vez em quando.
Quero contar uma pequena história. Uma vez um monge, sábio, tinha muitos seguidores e um deles falou:
“Mestre porque em algumas ocasiões acontecem problemas na minha vida que parecem enormes e acabam comigo, enquanto um problema até maior, em outra situação, não me abala nada?”
E então o sábio respondeu:
“Traga-me um copo com água e uma colher com sal”, e o rapaz fez isso.
“Agora ponha esse sal dentro da água e mexa”, e o garoto obedeceu.
“Agora tome essa água” e ele tomou, o gosto era horrível, mas não se atreveu a contrariar o mestre.
“Então que tal a água?”, o sábio perguntou.
“Muito ruim mestre”, disse o rapaz.
“Então agora pegue uma colher de sal e um copo vazio e me acompanhe.”, falou o sábio.
Mas como posso conseguir, apesar dos problemas, continuar a ser grato?
Segunda atitude: Não imponha condições para ser feliz 

Ter Gratidão e felicidade caminham lado a lado, de mãos dadas. Se você é grato, é feliz e se é feliz, também é grato.
Contudo existem pessoas que precisam da condição ideal de temperatura e pressão para serem felizes, funciona mais ou menos assim:
– O dia que eu me aposentar vou fazer todas aquelas coisas que quero e finalmente vou ser feliz;
– Quando conseguir a minha casa própria vou me sentir mais seguro, sem tanto medo do futuro, podendo inclusive deixar um patrimônio para os meus filhos, então vou ser feliz;
– Quando casar com a pessoa certa, minha cara metade, encontrar o homem ideal, a mulher maravilhosa, aí sim vou ser muito feliz;
– O dia que tiver o emprego ideal, porque como é que vou ser feliz com esse empreguinho sem graça, horroroso que tenho aqui. Quando encontrar aquele que eu adoro o serviço e ainda ser super bem remunerado ou se eu montar o negócio ideal que eu tenha muitos clientes e que me dê muitos lucros, aí sim eu serei feliz.
Se você se encaixou em alguma dessas condições, preciso te dar uma notícia: a hora de ser feliz e o momento ideal não é lá e então, mas sim aqui e agora.

Se você aprender a curtir os pequenos momentos e os prazeres da vida, concentrar a sua atenção no que está dando certo e não no que ainda não deu, se começar a valorizar o momento presente e as coisas que já estão acontecendo a sua volta, você vai ser muito feliz, vai aprender a ser grato, porque olhando para as coisas que estão dando certo, não tem jeito de deixar de agradecer.
Coloque essa dica em prática começando por hoje.
Procure o que existe a sua volta, no momento presente que você já pode agradecer porque está dando certo agora. Você merece ser feliz nesse momento, pare de adiar a sua felicidade para o futuro.
Terceira atitude: Saiba que a vida é feita de altos e baixos 

Seja grato não só quando a vida vai bem, mas quando as coisas não estão funcionando também. Porque ter altos e baixos faz parte e não tem jeito.
Conseguir ser grato apenas quando tudo está funcionando da maneira como você gostaria é a receita certa para ter uma vida empobrecida; lembre-se que muitas vezes os problemas aparecem para que possamos ser lapidados e se você precisa que tudo funcione bem para ser feliz, está correndo um risco muito sério.
Haverá problemas, dias escuros, dificuldades acontecendo e coisas tristes, existem momentos em que está tudo bem e outros nem tanto.
Aprendi com meus queridos alunos da Justiça Federal, uma frase muito curiosa; como lá os cargos comissionados são atribuídos de tempos em tempos, dependendo de quem for o diretor do Foro ou Vara naquele momento, a pessoa vira chefe, ou seja, ela não é chefe, simplesmente está chefe. Assim existem alguns líderes que são maravilhosos e é muito bom tê-los no comando, e outros nem tanto e chegam a ser um grande problema para equipe. Por isso, os colaboradores da empresa criaram a seguinte frase: “As coisas estão ruins agora, mas fique tranqüilo, pois vai melhorar. As coisas estão boas agora, mas não se acomode, pois vai piorar.”
Essa é uma grande verdade; quem passa por situações cíclicas na vida sabe que é assim: existem momentos em que você está no fundo do poço, mas fique tranqüilo, pois não vai descer mais e deve melhorar, porém em outros instantes está tudo muito bem encaixado, não fique achando que é para sempre, senão vai ter problemas, porque isso faz parte da vida e ela é feita de altos e baixos.
Quarta atitude: Planeje e trabalhe para um futuro melhor 
Isso significa que não existe arco íris sem chuva, pois ele precisou da chuva para existir. Não existe mel sem abelha; tem pessoas que adoram mel e tudo que é feito com ele, mas não suportam abelhas, só de ver já começam a se coçar, mas elas são necessárias. Não existem rosas sem espinhos; é muito bom ganhar uma rosa, mas é possível que você espete o dedo em algum momento.
O que eu estou te falando é que só há dia, porque existe noite, há frio porque existe calor, há alegria porque existe tristeza, há amor porque existe raiva; a vida é feita de altos e baixos, portanto aprenda a aceitar e lidar com os dois.
Para as coisas boas você vai olhar para o Universo e dizer: “O que mais de bom que vai acontecer hoje?” e para as coisas ruins: “O que é que eu posso aprender com essa situação?” E como a vida é feita de altos e baixos aprenda a ser grato em todos os momentos, até mesmo porque eles vão continuar oscilando e se transformando na tônica da sua vida.
Quinta atitude: Liberte-se da amargura e do rancor
Enquanto tiver amargura, rancor, dificuldade para perdoar é muito complicado ser grato, porque em um coração agradecido não cabe nada disso: sofrimento, apego ao passado e às coisas que não foram muito legais lá atrás.
É preciso se libertar desses sentimentos que estão lhe fazendo escravo e sempre achamos que quando seguramos essa emoção de falta de perdão, estamos nos protegendo para não sermos machucados. Grande ilusão, na verdade estamos nos envenenando.
Perdoar é desistir de ressentimentos quando prejudicado.
Então você pode me dizer: “Mas Marcia, eu não perdôo, comigo a pessoa apronta uma vez só, não existe a segunda, não admito que me apronte de novo.” Não estou dizendo que você tem que ser bobo, deixar que o outro faça o que bem quer, não é isso. A questão é que a dificuldade de perdoar está prejudicando apenas a você; primeiro está provocando úlcera, gastrite que nada mais é do que raiva engolida.
Não perdoar equivale a você tomar uma dose de veneno todos os dias, e achar que assim vai se vingar do outro e que ele vai morrer envenenado. Pois saiba que não vai e quem está perdendo é você e isto não está te trazendo benefícios.
Enquanto você se corrói com amargura, rancor e falta de perdão, só está conseguindo adoecer, puxar sua vida para traz, e com isso não consegue conectar com a gratidão e como a mesma anda de mãos dadas com a felicidade, fica infeliz e vibra em uma freqüência eletromagnética muito negativa.
E a vida te dá mais do mesmo, então você vai ter mais pessoas te magoando, provocando rancor e isso vai fazer com que você tenha uma leitura de que o mundo não presta, as pessoas são horrorosas e nada dá certo. Quando você muda essa freqüência, começa a conectar com pessoas do bem e a sua vida fica mais leve.
A grande questão é: Perdoar vai ser bom para quem vai receber o perdão?
Claro que sim, porém será 100 vezes melhor para você.
“Marcia, mas não consigo perdoar, passar uma borracha em cima do que aconteceu, já tentei, mas não dá, pois é mais forte do que eu.”
Costumo sugerir nesses casos a Oração de 30 dias para o perdão.
Essa oração vai ser útil independentemente de você ser religioso ou não, “Ah, mas eu não acredito em Deus.”, pois faça a oração mesmo assim.  “Mas vou orar pra quem se não acredito em Deus?”. Para sua mente, para você mesmo, para as forças do Universo, pouco importa o nome que você vai dar para o centro polarizador de seus pensamentos.
Deixe-me explicar como funciona essa oração.
Durante 30 dias, a começar de hoje, antes de dormir você vai pensar naquela pessoa que não consegue perdoar e vai desejar que ela tenha uma vida muito feliz e que tudo dê certo para ela. Sei que é difícil e só de ler isso deve ter gente que até se arrepiou, mas isso tem um poder libertador, acredite. Experimente e depois me conte.
 Fonte: http://marcialuz.com/page/10-atitudes-para-ser-grato

sábado, 13 de agosto de 2016

O RN poderá ter novas rotas de turismo de aventura.




Os cenários parecem pinturas, formações rochosas únicas emolduradas por um céu azul e uma vegetação típica da caatinga nordestina, é assim a região em torno da Pedra da Boca, próximo ao município de Passa e Fica, 86km de Natal. As belezas naturais encantadoras e as inúmeras possibilidades de aliá-las aos esportes e práticas de aventura impulsionaram a Setur RN e a Emprotur na realização de uma visita técnica para averiguação e análise da estrutura local. 

“A ideia surgiu durante a última edição do Femptur (Fórum de turismo do RN), havia vários profissionais e técnicos, envolvidos e motivados, querendo estimular o turismo de aventura, montamos um grupo de discussão e agora demos o primeiro passo nesse sentido”, explica a presidente da Emprotur, Aninha Costa. 
O grupo que participou da visita técnica foi formado por consultores do Sebrae, professores do IFRN, condutores locais, aventureiros profissionais; além de representante da ABETA (Associação brasileira das empresas de ecoturismo e turismo de aventura), Emprotur e Setur RN. No roteiro, que durou o da inteiro, o grupo pôde visitar a estrutura local de hospedagem e gastronomia; e ainda, fazer trilhas e visualização dos pontos mais importantes voltados para o turismo. 

“Levamos o grupo para fazer a trilha do lagarto, que exige uma caminhada moderada com subida, mas no final de 30 minutos a vista é compensadora, voltada para o Parque Estadual Pedra da Boca. Existem muitas outras trilhas interessantes, como a da Integração, Pedra da Caveira, da Boca, Serra dos Côcos, do Caçador e da Aventura; e outras que levam a duas cavernas. Passeio não falta por aqui”, diz o condutor local Humberto Barbosa.

 O Parque Estadual Pedra da Boca tem 157 hectares de natureza propícia para o turismo de aventura, segundo o aventureiro Julio Castelliano, que vive da aventura profissional há mais de 15 anos. “As formações que temos aqui são incríveis para a prática da escalada, do rapel e do balanço, o mais difícil a natureza já fez, agora temos que trazer os turistas”.

Se a natureza caprichou, os empresários não estão deixando a oportunidade passar. Por todos os municípios vizinhos, como Passe e Fica, Serra de São Bento e Monte das Gameleiras, há hotéis, pousadas e restaurantes para todos os públicos, com estruturas mais simples indo até aos que possuem certificação de Roteiro de Charme. 

A partir de agora, o grupo irá reunir as informações coletadas para definição de possíveis roteiros turísticos. “Vamos montar alguns roteiros e convidar operadores e agentes de viagens para verificarmos a efetivação das rotas e estruturas. Queremos desenvolver cada vez mais a questão da interiorização do turismo e a modalidade aventura é uma direção muito viável. Esses três municípios são os primeiros, mas a intenção é ampliar”, ressalta Ruy Gaspar, secretário da Setur RN. 

www.rn.gov.br.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

O RN de idade nova!

bandeiraRN
Fazendo sua história! O Rio Grande do Norte completa 515 anos. A data é alusiva ao Marco de Touros, implantado neste dia no ano de 1501 e considerado o mais antigo no País. Para alguns historiadores, é a prova de que juridicamente o País foi descoberto a partir do RN.

Parte dessa história, notadamente a partir do período imperial, está preservada pelo Memorial do Legislativo Potiguar. Seu acervo documental remonta ao ano de 1835, no período imperial, quando o Parlamento foi instalado. A data será marcada na Assembleia por uma sessão solene na próxima terça-feira (9), às 9h, propositura do deputado Gustavo Carvalho (PSDB).

Foi há 16 anos, no dia 30 de maio do ano 2000 que o Dia do Rio Grande do Norte foi oficialmente instituído, durante o governo Garibaldi Alves Filho. A data foi criada com a Lei nº 7.831, de autoria do então deputado estadual Valério Mesquita. A pedra que demarca o início da história em solo potiguar foi colocada durante a expedição comandada por Gaspar de Lemos e André Gonçalves, a mando do rei português D. Manoel I.

“A apresentação da Lei nº 7.831, pelo ex-deputado estadual Valério Mesquita, é mais uma prova da contribuição permanente da Casa Legislativa para a preservação da história do nosso povo. Como dizia Câmara Cascudo: a Memória é a imaginação do povo, mantida comunicável pela tradição, movimentando as culturas, convergidas para o uso, através do tempo”, destaca o deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa.
Fonte: web.

A ultima viagem do cirurgião plástico Ivo Pitanguy

Ele nasceu para brilhar! Viveu e agora descansa em paz! Morreu neste sábado (6) o cirurgião plástico Ivo Pitanguy aos 93 anos, no Rio. Ivo Pitanguy fez do Brasil a principal referência mundial em cirurgia plástica ao desenvolver técnicas nas áreas de estética e de reparação. Transformou a vida de milhares de pacientes, famosos e anônimos. Formou gerações e gerações de alunos, novos cirurgiões que aprenderam com ele a respeitar e valorizar a autoestima dos pacientes.
Além da carreira médica, se destacou também como escritor. Pitanguy foi eleito imortal pela Academia Brasileira de Letras em 11 de outubro de 1990 e foi o quarto a ocupar a cadeira 22, cujo patrono é José Bonifácio, após Medeiros e Albuquerque, Miguel Osório de Almeida e Luís Viana Filho.
Em seu discurso de posse na ABL, o cirurgião e escritor citou o espanhol Pablo Picasso:  "Picasso dizia que há dois tipos de artista: ‘Aquele que faz do sol uma simples mancha amarela, e o que de uma simples mancha amarela faz o sol’. Creio que escritor é quem transforma manchas amarelas em sóis: tanto é iluminado quanto ilumina. Tem luz própria."
Pitanguy amava o trabalho, a harmonia e a natureza. Costumava dizer que nunca conseguia definir o conceito de beleza, mas sempre que a encontrou soube percebê-la. Também falava que a cirurgia plástica é uma tentativa de buscar a harmonia entre corpo e espírito, a emoção e o racional.
Em junho, o cirurgião foi hospitalizado para tratar de uma infecção. A partir de setembro, quando apresentou um problema renal durante uma viagem a Paris, passou a se submeter a sessões de hemodiálise.
Nesta sexta (5), em uma cadeira de rodas, o médico empunhou a tocha olímpica na Gávea, Zona Sul do Rio, bairro onde está localizada sua clínica de cirurgia plástica.
Pitanguy nasceu em Belo Horizonte, em 5 de julho de 1923, filho do médico cirurgião Antonio de Campos Pitanguy e de Maria Stäel Jardim de Campos Pitanguy, e deixa viúva a senhora Marilu Nascimento, com quem era casado desde 1955, quatro filhos - Ivo, Gisela, Helcius e Bernardo - e cinco netos. 
Fonte: G1.